Uncategorized

Óleo de avestruz: Único alimento natural com ômegas 3, 6, 7 e 9

Óleo de avestruz

A palavra é avestruz, sim! Você não leu errado… A ave fornece ácido oleico (ômega 9), um dos ácidos graxos mais abundantes em produtos do gênero. O óleo é extraído da bolsa de gordura localizada do abdômen do bicho.

O óleo de avestruz serve, entre outras coisas, para sintetizar nossos hormônios. Muitas outras curiosidades e informações sobre o óleo de avestruz esperam por você nos próximos parágrafos.

Cada avestruz pode fornecer cerca de 15 kg de gordura – o que gera aproximadamente 6 litros de óleo.

O ácido graxo insaturado essencial de cadeia longa originado da ave atua em nosso metabolismo, sendo fundamental na produção hormonal.

Ou seja, o versátil avestruz, que fornece pluma, couro, carne e ovos, também oferece um rico óleo. Na verdade, o único alimento natural que possui os quatro tipos de ômega (3, 6, 7 e 9).

Os egípcios usam o óleo de avestruz desde os tempos mais remotos, como remédio. Suas propriedades terapêuticas são: analgésica, anti-inflamatória, regeneradora de feridas, cicatrizante e hidratante da pele.

A importância dos ômegas para nossa saúde

Os ômegas são componentes orgânicos resultantes da quebra das gorduras. Os ácidos graxos são também chamados de ‘gorduras boas’. O problema é que eles não são produzidos por nosso organismo. Isto é, precisamos da alimentação para tirar proveito deles.

O ômega 3, por exemplo, auxilia no combate a inflamações, na redução de colesterol e triglicerídeos; promove as funções do cérebro e previne doenças autoimunes e cardíacas, além de combater osteoporose e problemas nas articulações.

Com o ômega 6, nossa imunidade fica mais forte; pele e cabelos, mais saudáveis. E ele ainda auxilia na queima de gordura corporal. Já ômega 7 é o ácido graxo que colabora especialmente na regeneração das células.

O ômega 9 é responsável pela síntese hormonal. Um elemento de grande importância, que minimiza desconfortos provocados por disfunções, tais como irritabilidade, estresse, ondas de calor e ansiedade.

Não é à toa que o ômega 9 é indicado para mulheres na menopausa ou para aquelas que sofrem os incômodos da Tensão Pré-Menstrual, a famosa TPM.

E mais: o cortisol, hormônio que causa o acúmulo de gordura no abdômen, também é influenciado pelo ácido graxo ômega 9.

Onde encontrar e como usar o óleo de avestruz

O óleo de avestruz é encontrado em lojas físicas de produtos naturais ou pela internet.

Existe óleo de avestruz em diversos formatos. Entre eles estão: spray, protetor para os lábios, gotas, cremes variados (para os pés, pernas, queimaduras, celulite e estrias etc.), xampu, óleo de massagem, gel e hidratante para o rosto.

O modo de usar cada produto varia conforme o tipo e a necessidade. As dosagens são indicadas por cada fabricante, mas é bom lembrar que as quantidades diárias, o tempo de aplicação e as contraindicações variam bastante de pessoa para pessoa.

E ainda: não é uma boa prática exagerar na dose do óleo de avestruz, independentemente do formato dele, achando que vai potencializar seus efeitos. Um erro muito comum, principalmente quando a ideia é emagrecer.

Antes de comprar qualquer produto, procure mais informações sobre ele, leia os rótulos e, acima de tudo, consulte seu médico.

Tenha em mente que a falta de certos nutrientes ou substâncias em nosso corpo prejudica a saúde, mas o excesso também. O ômega 6, por exemplo, quando em quantidade exagerada, causa desequilíbrio no metabolismo, ou seja, justamente o oposto de um de seus benefícios.

E o resultado pode ser o surgimento de inflamações, diabetes e até obesidade.

Nenhuma informação fornecida aqui substitui uma consulta médica ou qualquer tratamento prescrito por especialistas na área da saúde.

Pense bem, e aproveite o óleo de avestruz e outros produtos com cautela.

Até breve!

Deixe seu comentário!