Uncategorized

Conheça as propriedades e benefícios do Óleo de Cártamo

Óleo de cártamo benefícios

O Óleo de Cártamo tem poder antioxidante, ajudando a combater os efeitos dos radicais livres e, assim, retardando o envelhecimento e diminuindo o risco de doenças.

cartamo

Rico em vitamina E, auxilia na manutenção do equilíbrio do metabolismo, no controle do sobrepeso (em especial na queima de gordura localizada), entre outros benefícios. Tudo isso, é claro, quando associado à alimentação saudável e à prática de atividades físicas.

O produto contém, ainda, ômegas 6 e 9, além de polifenois. Seu consumo está ligado ao aumento da sensação de saciedade – por meio do retardo do esvaziamento gástrico, e de bem-estar, já que potencializa a ação do hormônio serotonina.

Em geral, o modo de usar o Óleo de Cártamo é tomando duas cápsulas (1g cada) duas vezes por dia, 30 minutos antes do almoço e jantar.
As cápsulas podem ser adquiridas em lojas de produtos naturais e nas farmácias de manipulação. Mas, apesar de ser extraído de uma planta, deve ser prescrito por um médico.

Veja outras utilidades e propriedades do Óleo de Cártamo:

  • Auxilia no tratamento da doença de Crohn;
  • promove o suor e baixa a febre;
  • combate o colesterol ruim;
  • é coadjuvante no tratamento de icterícia, reumatismo e artrite;
  • possui ação analgésica;
  • atua como anticoagulante;
  • tem poder anti-inflamatório, diaforético, diurético e laxante;
  • contribui para a redução dos triglicérides (segundo estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutritioncom);
  • auxilia na cicatrização;
  • favorece a imunidade;
  • atenua queda de cabelo.

Um outro ótimo óleo que tem vários benefícios – e entre eles o tratamento de dores e agir contra inflamação – é o Óleo de Gergelim.

Nutrientes principais* do Óleo de Cártamo

*por 9 gramas (de acordo com Tabela do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos)

  • Calorias: 80 kcal
  • Gorduras monoinsaturadas: 1.29 g
  • Gorduras poli-insaturadas: 6.7 g
  • Gorduras saturadas: 0.55 g
  • Gorduras totais: 9 g
  • Vitamina E: 3.07 mg
  • Vitamina K: 0.6mcg

Com relação à porcentagem do valor diário de alguns nutrientes que a porção de Óleo de Cártamo recomendada (9 gramas) contém, temos o seguinte:

  • Vitamina E: 30%
  • Gorduras totais: 16%
  • Calorias: 4%
  • Gorduras saturadas: 3%

Os números acima correspondem aos valores diários de referência para adultos com base em uma dieta de 2.000 kcal (8.400 kj). As quantidades podem mudar para mais ou menos dependendo das necessidades energéticas especificas de cada pessoa.

Saiba mais sobre o Óleo de Cártamo

oleo-de-cartamo

O Óleo de Cártamo é obtido das sementes da planta asiática cártamo, parente do girassol, mais conhecida no meio científico como Carthamus tinctorius.

Bastante usado na alimentação, esse óleo nutritivo traz substância que nosso organismo precisa, mas não produz: o ácido graxo essencial (ômega 6).
E detalhe: o Óleo de Cártamo pode conter até 70% do valor total deste ácido graxo que nosso corpo precisa diariamente.

Já o ômega 9, citado lá no comecinho do artigo, é importante para a função cerebral, crescimento e desenvolvimento.
Cerca de 30% do Óleo de Cártamo é composto por ômega 9, gordura monoinsaturada que favorece a prevenção de doenças cardiovasculares, derrames, além de atuar como anti-inflamatório e contribuir para elevar as taxas de colesterol bom, HDL, e diminuir o nível do colesterol ruim, o LDL.

Os fitoesterois presentes no Óleo de Cártamo também contribuem para o controle das taxas de colesterol. Tudo porque os fitoesterois possuem estrutura semelhante ao colesterol, e que reduz a absorção dele no intestino, ajudando assim a controlar seus níveis.

Algumas pesquisas indicam que o alimento pode ajudar mulheres com câncer de mama e pessoas com obesidade. Porém, no primeiro caso, há uma certa polêmica.

Explico: pesquisas diversas sugerem que o Óleo de Cártamo inibe a atividade do tumor do câncer de mama.

Mas outros estudos atestam o contrário, ou seja, que uma dieta rica em ômega 6 (presente em grande quantidade no óleo) pode promover o desenvolvimento de câncer mamário.

Na dúvida, vale lembrar: equilíbrio! E consulte sempre o seu médico, combinado?

Deixe seu comentário!