Uncategorized

Óleo de gengibre: Beleza e bem-estar com a força da natureza

Óleo de gengibre

O gengibre é normalmente utilizado para aliviar náuseas, gripe, dor de cabeça e vômito. No entanto, a raiz tem muitas outras utilidades, inclusive quando é extraído dela o óleo de gengibre, nosso tema de hoje.

A planta é nativa da Ásia. Na Idade Média, chegou à Europa; e foram os colonizadores espanhóis que trouxeram o gengibre para a América do Sul. Hoje, ele é cultivado também na África e nas Antilhas.

Nota-se que é uma raiz conhecida ao redor do mundo. E seu óleo essencial amplia seus benefícios e propriedades para além do uso culinário.

Uma das utilidades do óleo de gengibre é nas compressas. Elas são colocadas em torno do pescoço, abdômen ou outra parte do corpo que necessite de seus bioativos.

O gengibre é famoso ainda por ser um termogênico natural, ou seja, uma substância capaz de acelerar o metabolismo e estimular a queima de gordura corporal. Além disso, oferece propriedades desintoxicantes, bactericidas e anti-inflamatórias.

O aroma do óleo de gengibre é algo bastante particular, pois, em vez de lembrar o cheiro da raiz seca ou em conserva, tem mais a ver com a raiz de gengibre verde, fresca. Um produto usado principalmente na aromaterapia.

A produção do óleo de gengibre acontece com a extração por meio da ‘destilação a vapor’. No começo, o tom é amarelo-claro, ligeiramente esverdeado; depois, vai escurecendo.

A raiz tuberosa utilizada tanto na cozinha quanto na medicina possui capacidade de melhorar a digestão; ação antiespasmódica, aquecedora e afrodisíaca.

Confira o resumo dos principais usos e benefícios do óleo de gengibre

  • Ajuda amenizar dores do reumatismo
  • Alivia dores de garganta e congestionamento dos pulmões
  • Alivia os desconfortos da depressão
  • Auxilia na solução da frigidez
  • Coadjuvante no tratamento de reumatismo, fadiga e dores musculares – pode ser misturado com outro óleo ou aplicado puro durante massagens
  • Combate dores musculares
  • Combate náuseas durante a gravidez
  • Em quadros de falta de apetite e anorexia, o aroma do óleo de gengibre provoca a salivação
  • Misturado com óleo de alecrim, é auxiliar no combate à indisposição causada por diferença de fuso horário depois de viagens aéreas
  • Proporciona alívio em casos de cólicas menstruais, má circulação, cãibras e indigestão
  • Quando ingerido, em pequena quantidade, serve para aliviar dor de estômago e diarreia
  • Reduz enxaqueca e outras dores de cabeça
  • Solução rápida para tonturas – o óleo de gengibre é inalado para aliviar o desconforto e reestabelecer o bem-estar
  • Nos cabelos, o óleo de gengibre combate a caspa e estimula o crescimento dos fios, uma vez que favorece a circulação no couro cabeludo

E por falar em cabelos, aqui vai uma receita top com óleo de gengibre para turbinar seus cuidados com os fios. Ela combate a caspa e melhora a saúde do couro cabeludo, e das madeixas. Anote aí:

Ingredientes

  • 1 pedaço pequeno de gengibre
  • 1 colher de óleo de gergelim

Modo de fazer

  • Passo 1: Descasque e rale o gengibre bem fininho.
  • Passo 2: Coloque uma colher de chá de gengibre ralado em um pano limpo.
  • Passo 3: Dobre o pano com o gengibre formando um pacote; feche a parte de cima com os dedos.
  • Passo 4: Em um recipiente pequeno, despeje o óleo de gergelim.
  • Passo 5: Molhe a parte inferior do pacotinho no óleo de gergelim e esprema até obter algumas gotas do óleo de gengibre. Lembrando que as gotas devem cair dentro do recipiente com óleo de gergelim.
  • Passo 6: Misture os óleos e passe a receita no cabelo, massageando com delicadeza do couro cabeludo às pontas.

Então, agora é com você experimentar as dicas de uso do óleo de gengibre para deixar sua saúde e beleza como você sempre desejou.

Até a próxima!

Deixe seu comentário!