Uncategorized

Óleo de hortelã: Curiosidades, usos e benefícios

Óleo de hortelã

Não é de hoje que os óleos essenciais são utilizados na pele com finalidades terapêuticas. E, cada vez mais, estudos comprovam o que muita gente já sabia na prática. Evidências científicas indicam que o óleo de hortelã (Mentha piperita L.) serve mesmo para aliviar a dor.

E tem muito mais para aprender sobre o óleo de hortelã no artigo de hoje. Vem comigo!

Óleos de coníferas, cânfora, hortelã e preparos com capsaicina são normalmente empregados na medicina popular.

Todos eles possuem basicamente o mesmo sistema de combate à dor, isto é, seus componentes causam uma espécie de irritação na pele por meio de neurônios espinhais.

O óleo de hortelã, por exemplo, tem como constituintes ativos: mentona, mentol, pineno, cineol, timol e carvona.

E mais: a hortelã é uma planta rica em minerais como o ferro, o cálcio e o fosforo, além de vitaminas A, B e C.

Já na antiguidade, egípcios e gregos usavam o vegetal para aproveitar sua ação relaxante e antiespasmódica. E seu óleo era desde então considerado um remédio natural para combater praticamente todos os males.

Sem dúvida, a hortelã é uma das ervas mais versáteis. Do chá ao óleo, muito podemos fazer com ela para obter seus benefícios à saúde.

Outro exemplo disso é a massagem no peito com o óleo de hortelã em casos de dificuldade para respirar devido resfriados e gripes.

Quando o problema é a dor de cabeça, o produto também pode ser massageado no local para aliviar incômodos como a enxaqueca.

Soluções etanólicas contendo 10% de óleo de hortelã foram alvo de investigação quanto à eficácia na redução da dor de cabeça tensional, quando aplicadas na região frontotemporal.

Levou-se em conta o tempo de sensação de frio. A conclusão: o óleo de hortelã conseguiu estimular receptores cutâneos no local por mais de 30 minutos, tempo maior que o da parte de controle.

O efeito obtido foi resultante da estimulação de outro mecanismo, o das fibras A-delta sensíveis ao frio. Elas inibem as chamadas fibras C polimodais, que conduzem dor e agem de forma significativa na cefaleia.

Saiba mais sobre o óleo de hortelã e seus usos

Quer energizar a mente e o corpo? É só usar o óleo de hortelã em banhos de imersão, permitindo momentos de puro relaxamento, especialmente após dias agitados e estressantes. Um tempo só para você colocar as emoções e o pensamento em equilíbrio, estar consigo mesmo.

A indústria cosmética também já descobriu as vantagens do óleo de hortelã, e produz atualmente uma infinidade de itens, entre eles, produtos para limpeza de pele. As fórmulas integram ainda compostos poderosos com efeito analgésico, antisséptico e tônico.

Sem dúvida, a hortelã é uma das ervas mais usadas, seja na culinária ou em outros preparos. Além das substâncias benéficas que traz em sua composição, encanta por seu verde exuberante, sabor e aroma único.

O vegetal proporciona um toque de frescor aos pratos e bebidas. Um suco de abacaxi com hortelã geladinho nos dias mais quentes é irresistível. Sem falar na salada nutritiva e leve, com folhinhas de hortelã para completar o sabor.

Do antisséptico à goma de mascar; do creme dental aos sorvetes e xaropes; dos molhos aos doces; do óleo de hortelã às bebidas… o uso é amplo, para todos os gostos, idades e necessidades.

Agora que você já conhece melhor os benefícios da hortelã e suas diversas aplicações, que tal incluir mais essa erva versátil e refrescante no seu dia a dia?

Um bom óleo de hortelã torna a rotina mais gostosa e agradável. Quer apostar?

Se já conhece o produto, deixe sua opinião aqui nos comentários!

Até breve com mais óleos para tudo…

Deixe seu comentário!