Uncategorized

Óleo de lavanda: bem-estar que vem da natureza

Óleo de lavanda

O óleo de lavanda é um dos preferidos de muitas pessoas na hora de relaxar, aliviar o estresse. Não é para menos, pois seu cheirinho suave remete à tranquilidade, aos bons momentos.

Se você não fica sem óleo de lavanda no armário ou ainda não conhece seus usos e benefícios, bem-vindo ao artigo de hoje!

Existe óleo para tudo, para as mais diversas necessidades. O óleo de lavanda, por exemplo, ajuda a deixar corpo e mente em harmonia.

É um aliado do bem-estar e do equilíbrio dos sentidos, seja quando aplicado na pele ou em forma de essência para perfumar ambientes, roupas e muito mais.

A lavanda é um aroma muito utilizado nas colônias infantis, especialmente nos primeiros anos de vida. Mas adultos que preferem perfumes mais suaves também costumam aplicar o produto no dia a dia, principalmente à noite, para dormir.

O óleo de lavanda, quando usado no corpo, auxilia no alívio das tensões. Sua fragrância confortante e terapêutica age sobre o sistema nervoso.

Uma dica é aproveitar para fazer uma boa massagem, favorecendo o descanso e o sono.

Uma forma prática de aproveitar os benefícios do óleo de lavanda é passar o produto logo após o banho, com a pele ainda úmida. Assim, você garante melhor absorção. Depois de uma boa chuveirada, vale a pena apostar na deliciosa sensação da lavanda para recarregar as energias.

Durante o banho de imersão, o truque é diluir uma colher de chá de óleo de lavanda na água.

Quando o óleo de lavanda tem qualidade, pequenas quantidades dele já dão conta do recado, sendo facilmente espalhadas sobre a pele.

Curiosidades e outras informações sobre o óleo de lavanda

A palavra lavanda é derivada de “lavare”, uma palavra latina que significa lavar.

O óleo essencial lavanda é produzido geralmente por meio do processo de destilação a vapor. Possui um tom amarelo-pálido; às vezes é esverdeado ou incolor, além de fragrância levemente amadeirada e doce.

A planta de lavanda é oriunda do Mediterrâneo e Norte da África. Para crescer, prefere locais ensolarados. E também é encontrada na Austrália, Estados Unidos e Europa.

Civilizações antigas (grega, persa e romana) utilizavam a lavanda na água de banho para limpar a pele.

Na Europa e na Grécia, sempre foi empregada com finalidade de cura. No século XVII, por exemplo, a lavanda costumava ser utilizada durante a grande praga.

Na Europa medieval e renascentista, era uma espécie de desodorante natural.

As flores de lavanda eram amarradas ao redor das cinturas, pois acreditava-se que serviam de defesa contra a Peste Negra.

O óleo essencial de lavanda ajuda a reduzir a tensão nervosa, acalmar a dor, aumentar a circulação do sangue, aliviar problemas respiratórios, higienizar pele e couro cabeludo.

Também é possível utilizar o óleo de lavanda como repelente de mosquitos, muriçocas e traças. Basta aplicar um pouco do produto na cútis, e pronto!

Mas se os insetos já atacaram, ainda existe a opção de diminuir o desconforto das picadas com óleo de lavanda.

E tem mais: se você sofre com dores de cabeça tensionais, pode recorrer ao óleo de lavanda para tratar o problema.

Estudo divulgado pelo European Journal of Neurology revela que 15 minutos de contato com o óleo de lavanda (inalação) são capazes de proporcionar melhora nos quadros de enxaqueca.

Algumas marcas adicionam óleo de gergelim e amêndoa doce à composição do óleo de lavanda. O resultado é um produto com alto poder de hidratação.

Aproveite o post de hoje para deixar sua rotina mais leve e perfumada…

Até a próxima!

Deixe seu comentário!